Oscar Niemeyer - The Man Who Built Brasília

2015 - finalizado

Na ocasião em que Brasil e Japão comemoram 120 anos de relações diplomáticas, a Embaixada do Brasil em Tóquio por meio do seu departamento cultural organizou, com a colaboração do Ministério da Cultura, o Festival de Cultura e Arte Brasileira no Japão. A exposição Oscar Niemeyer - The Man Who Built Brasília [O homem que construiu Brasília], no Museu de Arte Contemporânea de Tóquio, foi parte dessa comemoração. Com a curadoria de Yuko Hasegawa e assistência de Hikari Odaka e Chika Mori, a mostra teve expografia e maquetes construídas pelo SANAA (Sejima e Nishizawa and Associates) e contou com a inestimável colaboração da Fundação Oscar Niemeyer.

A exposição buscou dar conta do longevo percurso do arquiteto percorrendo obras chaves de sua carreira e investigando seu traço. Brasília foi vista como um ponto chave da exposição, criando um novo patamar para a arquitetura brasileira que, apesar de já ser bastante reconhecida internacionalmente, se popularizou por conta de sua escala e importância simbólica. Outro destaque da exposição foi a construção da maquete do Parque do Ibirapuera - que ocupou o foyer de 500 m² do museu - dando dimensão do conjunto arquitetônico e deixando ver a importância da marquise como costura e a articulação dos edifícios. Outras maquetes, no entanto, investigaram os elementos como as colunas do Palácio da Alvorada e a estrutura da Catedral de Brasília. Esteve em ação um olhar que se concentrou na obra do arquiteto buscando relação entre a liberdade de seu desenho e o produto final construído. Para a curadoria, o estilo de Niemeyer foi fonte de inspiração para inúmeros arquitetos japoneses por suas linhas orgânicas e dinâmicas que estabelecem relações com a paisagem em seu entorno e o corpo feminino. A Base7 Projetos Culturais teve o orgulho de fazer parte como produtora executiva, trabalhando para viabilizar o projeto no Brasil, a convite da Embaixada. Uma exposição como essa é uma boa oportunidade de estreitar os laços colaborando para o estabelecimento de relações mais amplas entre os dois países, identificando pontos de intersecção entre maneiras distintas de ver a arte e arquitetura.

O Festival contará ainda com outras exposições em outros museus como da arquiteta Lina Bo Bardi e instalações de Regina Silveira. Um feito desses só foi possível graças ao incentivo da Lei Rouanet e à  parceria da Vale, Itaú, Mistsui&Co, Turkish Airlines, Mitsubishi Corporation, Anbec, Google e da Universidade de Yokohama.

Veja mais sobre a exposição nesse link.

SERVIÇO
Museu de Arte Contemporânea de Tóquio
MOT - 4-1-1 Miyoshi, Koto-ku, Tóquio - 135-0022 - Japão
De 18 de julho a 12 de outubro de 2015
Visitação de terças à domingos, das 10h as 18h
Ingressos: Adultos: R$ 26,00 (1.100 ienes); Crianças: R$ 18,80 (800 ienes)